Educação

MANUAL COMQUÍMICA DAS CRIANÇAS II

  • Autor(es): LEITE Rosana Franzen; RITTER OLGA MARIA SCHIMIDT; CUNHA Marcia Borin da;
  • Ano: 2019
  • ISBN: 978-85-54884-37-6
  • Edição: 1
  • Páginas: 58
  • Sumário: Download
Gratuito

Sinopse

No ano de 2014 publicamos o Manual COMQUÍMICA das crianças na sua primeira versão, como produto do Projeto COMQUÍMICA das crianças desenvolvido no Núcleo de Ensino em Ciências de Toledo ? NECTO da Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Campus de Toledo. Nele constam 11 oficinas destinadas às atividades que podem ser realizadas desde os primeiros anos do Ensino Fundamental. O termo "oficinas", no caso, é utilizado para indicar atividades didáticas cuja metodologia prevê a formação de conhecimentos a partir da ideia de construção coletiva, considerando que todo saber é inacabado. A dinâmica de uma oficina oferece aos participantes a oportunidade de discutir temas de forma participativa e reflexiva, discussão na qual o professor tem o papel de condutor dos conhecimentos. Assim, podemos definir ?oficina?, em espaços educacionais, como o lugar onde se aprende fazendo junto. É na oficina também que se tem a oportunidade de unir teoria e prática. No que se refere às oficinas elaboradas neste Manual, temos como suporte conceitual a abordagem do Ensino por Investigação, pois, por meio desse tipo de ensino, é possível que, mesmo a partir de um roteiro básico, se estabeleçam contornos diferentes para um determinado tema em questão. No Ensino por Investigação, o problema que inicia determinada atividade, ou as questões geradas durante a atividade, são espaços abertos à discussão dos estudantes, pois é a partir dos problemas e das questões que surgem as hipóteses para a solução, assim como os problemas podem servir de ?sementes? para novas discussões.
Neste segundo Manual trazemos 11 oficinas que contemplam alguns temas que fazem ou podem fazer parte do Ensino de Ciências para o Ensino Fundamental. Nosso objetivo é falar sobre Ciências de modo geral e não especificamente de Química, apesar de o nome COMQUÍMICA fazer referência ao estudo da Química. Esse nome foi idealizado para se contrapor a alguns mitos que se constituíram na nossa sociedade moderna, em especial o de que aquilo que não tem química é considerado ?bom?. Assim, o COMQUÍMICA tem significado a partir da ideia de que as Ciências se constituem com vários conhecimentos, com Biologia, com Física e com Química.
Os temas das oficinas deste segundo Manual estão dispostos em:
1. Aspectos da Ciência: Esses aspectos incluem atividades para a discussão de modelos utilizados na Ciência e a técnica da amostragem como forma de apresentar aos estudantes o modo como cientistas e técnicos podem realizar determinada análise de material considerando uma parte deste material e não o todo.
2. Percepções: As percepções são, neste Manual, apresentadas tendo como base os cinco sentidos presentes nos seres humanos. Assim, temos atividades para discutir a audição, o tato, o paladar, a visão e o olfato.
3. Ciência e Tecnologia: Em razão de que a ciência e a tecnologia fazem parte da nossa vida, é importante que os professores desenvolvam atividades básicas que possam promover discussões sobre as tecnologias do passado e que, de alguma forma, foram motivadoras para as tecnologias atuais. Neste Manual apresentamos a ideia dos princípios da câmera fotográfica, do telefone e da extração de essências e aromas.
4. Meio Ambiente: Para contemplar esse tema propomos duas oficinas: o tratamento de água e a reciclagem do papel. A primeira tem como fundamento algumas técnicas básicas para eliminação de resíduos presentes na água sem tratamento, simulando o processo desenvolvido nas Estações de Tratamento de Água ? ETAs municipais. A reciclagem do papel se constitui um tema que pode ser considerado ligado ao meio ambiente ? por sua função de reciclar papel descartado, mas também um tema de ciência e tecnologia, tendo em vista que se utiliza de técnica para a ?feitura? do papel a partir de um anterior pouco útil.
Alimentação: Discutir com as crianças a composição dos alimentos tem sido um dos pontos importantes abordados nas salas de aula. Isso se deve aos atuais problemas alimentares das crianças no que se refere ao consumo inadequado de alguns alimentos. Nesse sentido, falar sobre carboidratos e detectar esses componentes nos alimentos nos parece salutar. Nesse mesmo contexto, falar sobre o glúten (hoje em dia considerado um vilão da alimentação) é um tema que desperta interesse nos estudantes, mas, sobretudo, é preciso conhecê-lo para não o tornar um ?vilão?. Sobre alimentação também nos parece importante falar da fermentação, que é um processo da natureza ao mesmo tempo biológico e químico, além de influenciado por fatores físicos, como, por exemplo, a temperatura.

Mais Itens